Saúde

Olheiras

 

Dormir mal é sim um desses motivos, mas você pode estar errando ainda mais quando desregula sua alimentação

 

Podendo ser avermelhadas, violáceas ou castanhas amarronzadas, as olheiras surgem na região das pálpebras, sendo a mais inestética a que se apresenta na pálpebra inferior e que muitas vezes já é perceptível na infância como as de caráter genético ou predisposição familiar com incidência hereditária; essas são presentes em algumas etnias como árabes, turcos, povos andinos e indianos, pois estas pessoas tem maior depósito natural de pigmento nesta região. Essas precisam de controle a vida toda, pois este depósito aumentado de pigmento na região ocular é um marcador genético ou étnico que não desaparecerá espontaneamente e exige tratamentos realizados pelo dermatologista para tratar e controlar o quadro posteriormente”, afirma a dermatologista Dra. Claudia Marçal, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia. Mas além da genética, uma série de fatores nessa quarentena pode estar contribuindo para a formação ou piora das olheiras.

Existem três tipos de olheiras e cada tipo possui uma causa diferente. “A olheira estrutural é causada pela anatomia estrutural da órbita ocular. Algumas pessoas possuem o sulco lacrimal mais profundo. Isso pode ser determinado geneticamente ou ser causado pelo processo de envelhecimento normal (há perda de gordura na região e com isso o sulco passa a ser mais profundo). A olheira vascular é causada pela presença de vasos abaixo da pele. Quem tem mais vasos (geneticamente determinado) apresenta maior tendência. E a olheira pigmentar é causada por pigmentos acastanhados (excesso de melanina) na pele da pálpebra inferior. A falta de sono ou alergias respiratórias podem piorar as olheiras causadas por aumento de pigmento. Mas a insônia também piora as olheiras vasculares. Já as olheiras estruturais podem piorar devido ao emagrecimento”, destaca a dermatologista Dra. Paola Pomerantzeff, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia. Abaixo, consultamos médicos para apontar alguns motivos pelos quais suas olheiras apareceram ou pioraram na quarentena:

http://www.drapaola.me/